Resenha | O Vilarejo – Raphael Montes

Olá, sonhadores! Andam tendo bons pesadelos esse mês? Espero que estejam preparados para a resenha dessa semana, pois o terror continua! Dessa vez, trago um livro nacional bastante popular: O Vilarejo de Raphael Montes! Esta é uma obra que tem um formato diferenciado e carrega um clima sombrio e pesado para combinar bastante com suas leituras de Halloween!

“O vilarejo vem sendo dizimado a cada dia. As mortes são frequentes e o luto se sentou à mesa. Ninguém chora os mortos. Não podem desperdiçar energia lamentando a partida dos que não suportaram o frio e a fome.”

Sobre a História

Antes de qualquer coisa é importante destacar que este livro é composto por uma coletânea de contos interligados, mas que podem ser lidos independentemente e em qualquer ordem. Porém, para um melhor aproveitamento, eu decidi ler na sequência normal e recomendo a vocês fazerem o mesmo!

O livro começa em uma metalinguagem, onde o autor apresenta o contexto em que ele “encontrou” essas histórias e conseguiu traduzi-las. A partir disso ele já consegue construir um clima mais medonho baseado em uma pseudorrealidade.

Cada um dos contos é baseado em um dos sete demônios referentes aos pecados capitais, sendo: Gula (Belzebu), Ganância (Mammon), Preguiça (Belphegor), Luxúria (Asmodeus), Ira (Satã), Orgulho (Lúcifer) e Inveja (Leviathan). Cada um desses demônios possui um personagem do conto e mostra na prática mais sem filtros e pudores suas ações.

O que une todos os contos é que eles se passam em um distante, porém promissor, vilarejo. Enquanto o tempo vai se passando, o autor vai mostrando as mudanças que ocorrem neste vilarejo devido aos contextos da época, como a guerra e o desenvolvimento; e como essas coisas afetaram os habitantes e seus demônios.

Minhas Considerações

Como os contos não estão em uma ordem cronológica, no começo você fica meio perdido quanto a ligação entre as histórias. Mas a cada uma que passa, você consegue ir juntando as peças e entendendo porque cada coisa foi acontecendo. O que torna a leitura mais interessante.

O que realmente me pegou nessa leitura foi como o autor conseguiu três coisas complicadas: (1) criar um clima de terror de forma muito simples e sem construções longas e demoradas. (2) unir todas as histórias sem deixar pontas soltas e com tudo fazendo sentido. (3) narrar de forma tão crua e carnal cada pecado a ponto de deixar o leitor totalmente chocado e impressionado.

Esse foi o primeiro (e por enquanto único) livro que eu li do autor, mas com certeza vou querer ler outros. Recomendo bastante, principalmente para essa época de Halloween!

“Perceba, Anatole, que nunca inseri o pecado ou o mal nas pessoas. O mal já estava lá. Eu apenas o potencializei.”


Avaliação

Avaliação: 5 de 5.

Se interessou? Compre este livro pelo meu link da Amazon e apoie o blog!

SkoobGoodreads


O Vilarejo

Raphael Montes

ISBN: 978-85-810-5304-2

2015 – Suma das Letras

109 páginas (Pt/Br)

Sinopse: Em 1589, o padre e demonologista Peter Binsfeld fez a ligação de cada um dos pecados capitais a um demônio, supostamente responsável por invocar o mal nas pessoas. É a partir daí que Raphael Montes cria sete histórias situadas em um vilarejo isolado, apresentando a lenta degradação dos moradores do lugar, e pouco a pouco o próprio vilarejo vai sendo dizimado, maculado pela neve e pela fome.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s