O Sol é Para Todos – Harper Lee

Para mim, essa é uma resenha bem difícil de fazer. O Sol é Para Todos é um livro que atingiu um sucesso estrondoso e não foi a toa. O autor trata de temas como a segregação de classes sociais e racismo de forma a deixar evidente como a sociedade que carrega essas bases são ruins e injustas. Porém, o grande sucesso dessa obra é o fato de podermos visualizar essas questões ainda nos dia atuais. Por exemplo, basta olhar o que as pessoas comentam em redes sociais a respeito das eleições deste ano aqui no Brasil. Temos vivido num mundo mais politicamente correto, mas o podre das pessoas continua dentro delas, e agora elas estão sentindo uma liberdade de poder expressar isso, o que é desprezível, na minha opinião.

Em resumo, a história é narrada por Jean Finch, falando sobre sua infância numa pequena cidade dos EUA, durante os anos de 1930. Ela morava com seu pai, advogado, e um irmão mais velho. Frequentemente os irmãos recebiam Dill para brincar, um menino que passava férias na cidade e acabou fazendo amizade com eles. Duas tramas paralelas se passam no livro, se unindo no final. A primeira é o caso de Arthur Radley, um homem que a anos nunca mais saiu de casa e desperta uma grande curiosidade nas crianças, que fazem de tudo para vê-lo.  A segunda é o caso de Tom Robinson, um negro que está sendo acusado de estupro contra uma branca, cabendo ao pai de Jean defende-lo no tribunal.

Em geral foi uma leitura que eu gostei, mas mais pelo contexto social do que pela leitura em si. Não é o tipo de história que me atrai muito e a forma da narrativa do autor também não me conquistou. Creio que nem é preciso dizer que é um livro que recomendo a todo mundo ler, para quem sabe termos uma sociedade melhor.

Nota 4/5

O_SOL_E_PARA_TODOS_14365616752178SK1436561675BTítulo: O Sol é Para Todos (To Kill a Mockingbird)

Autor: Harper Lee

Editora: José Olympio

Ano: 2015 (1960)

Páginas: 364

Idioma: Português (Inglês)

ISBN: 978-85-030-0949-2

Sinopse: Um livro emblemático sobre racismo e injustiça: a história de um advogado que defende um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca nos Estados Unidos dos anos 1930 e enfrenta represálias da comunidade racista. O livro é narrado pela sensível Scout, filha do advogado. Uma história atemporal sobre tolerância, perda da inocência e conceito de justiça.
O sol é para todos, com seu texto “forte, melodramático, sutil, cômico” (The New Yorker) se tornou um clássico para todas as idades e gerações.

* Informações da publicação original entre parênteses

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s