O Doutor Ox - Julio Verne

Resenha | O Doutor Ox – Júlio Verne

O Doutor Ox é um conto do autor Júlio Verne originalmente publicado como “Une fantaisie du Docteur Ox” em uma coletânea de vários contos do protagonista.


Olá, Sonhadores! Depois de um longo período finalmente estou trazendo para o blog uma resenha de um livro de Júlio Verne. Ele é um dos meus autores preferidos, mas, tirando suas obras mais populares que são sempre republicadas, seus livros menos conhecidos são muito difíceis de encontrar. Felizmente, no mês passado, encontrei vários deles em sebos e os comprei! Portanto, esse ano teremos várias resenhas novas do autor, começando pela de hoje!

“Os bons burgueses começaram a se lembrar do que tinha acontecido, e com a lembrança surgiu um pouco de vergonha por causa daquela efervescência inqualificável. Ninguém comentou o acontecimento: todos só queriam esquecer.”

Sobre o Livro

Essa história se passa em um vilarejo fictício chamado Quiquendone, um lugar extremamente pacífico onde nada muito impactante acontece há muito tempo. Esse contexto fez com que os habitantes locais se tornassem pessoas muito tolerantes e tranquilas. Para elas, nenhum problema é grande ou urgente o suficiente, ninguém jamais entra em brigas ou causa confusão, e até mesmo os animais também desenvolveram essa natureza. Isso fez com que o vilarejo ficasse tecnologicamente muito atrasado em comparação ao resto do mundo, pois ninguém tinha pressa e interesse em mudar as coisas.

Porém, as coisas começam a mudar quando um tal de Doutor Ox chega na cidade com uma proposta de realizar um grande projeto de iluminação para a cidade através de tubulações de gás oxídrico. As autoridades locais autorizam a execução do projeto (afinal o próprio Doutor Ox se ofereceu para financiar) e assim começam as obras e as confusões.

O plano do Doutor Ox não é bem o que parece, a instalação das iluminações é apenas uma fachada para sua verdadeira experiência. Através de um certo gás, ele pretende alterar a natureza das pessoas da cidade para torna-las mais dinâmicas e impacientes, e, assim, ver até onde seu experimento poderá leva-las. Mas a medida que os habitantes vão ficando expostos ao gás, a personalidade deles vão se alterando até o momento em que o caos se instaura e tudo sai do controle com intrigas, brigas e até guerras. E o Doutor Ox não está interessado em interromper seu experimento, quer leva-lo até as últimas consequências!

Outros livros que podem te interessar:

Minha Opinião

Esse é um livro extremamente rápido de se ler. Não apenas porque é um conto, nem por ser muito dinâmico e nem por ter a escrita objetiva e clara de sempre do autor. Ele é rápido porque é engraçado! Acho que podemos perfeitamente encaixar esse livro como uma comédia. Bem, não sei dizer se todo mundo acharia graça, mas eu achei.

No início a gente fica muito indignado com o comportamento dos habitantes de Quiquendone. Apesar de na teoria parecer um lugar ideal e até mesmo utópico, é muito irritante como as pessoas não tem atitude para fazer, nem resolver, nada. Vivem em uma rotina eternamente fixa. A gente lê rindo, mas rindo de desespero. Depois, quando eles começam a se transformar, a gente ri de como eles não sabem lidar com essas mudanças. E, por fim, a gente ri no final dos absurdos que eles causam. É uma leitura extremamente divertida!

Existe aquele toque de ficção cientifica (que tem em todos os livros do autor) na parte de como o Doutor Ox está fazendo esse tal gás que influencia a natureza das pessoas, mas é um parte pequena. Dá vontade de conhecer mais sobre esse personagem e ler os outros contos que ele participa.

É um livro indicado para todos os públicos, inclusive infanto-juvenil. Fico surpreso do autor ter tantos livros esquecidos assim, que não são mais republicados.

“A situação era deveras grave, e voltar atrás era impossível.”


Avaliação

Avaliação: 4 de 5.

Se interessou? Compre este livro pelo meu link da Amazon e apoie o blog!

SkoobGoodreads


O Doutor Ox

Júlio Verne

1983 – Hemus

90 páginas

Português (Brasil)

Sinopse

No vilarejo de Quiquendone nada acontece… Isso mesmo. NADA. Tudo é calmo e sereno. Nenhum cidadão digno briga ou se exalta com o outro; e nenhum problema é levado a serio… A norma é nada de contrariedades, cizânias ou contratempos. Os namoros duram décadas. Os problemas só são resolvidos se forem urgentes. Nada de estresse ou muito menos correria. O prefeito — Burgomestre Van Tricasse e seu conselheiro Niklausse sempre estão em reunião e dificilmente algum problema da cidade é resolvido, porque nada é urgente. Mas um certo dia o misterioso Doutor Ox (e seu assistente Ygene) chegam a essa pacata cidade para darem à ela, a oferta do grande progresso científico da iluminação a gás… O que os cidadãos de Quiquendone nem desconfiam é que farão parte de um vibrante e revolucionário experimento científico conduzido pelo Dr. Ox e Ygene. . .

O Doutor Ox e seu assistente Ygene chegam à pequena comunidade de Quiquendone localizada na região de Flandres (Bélgica Ocidental). Ele promete iluminar esta cidade com uma rede de tubulações de gás oxídrico. Durante a construção desta rede,a pacata comunidade torna-se um lugar bastante empolgado, até o ponto dos habitantes irem à guerra contra a comunidade vizinha. Mas qual é a causa dessa mudança na natureza do bom povo de Quiquendone? Talvez seja algo no ar, mas só o Dr.Ox e seu assistente Ygene sabem ao certo!

Um comentário sobre “Resenha | O Doutor Ox – Júlio Verne

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s