BOOK TAG Zen

Olá, Sonhadores! Depois de uma tag polêmica e pesada no mês passado, imaginei que este blog precisava de um pouco de energia positiva para equilibrar. Por isso, decidi fazer uma booktag baseada em outra coisa que eu aprecio: o Zen Budismo. Eu leio diversos livros sobre o assunto, mas não vou responder as tags com eles. Esses livros serviram apenas de conhecimento e inspiração para montar a booktag. Vamos lá, então?

Meditação – Um livro que você leu com plena atenção

Quando meditamos o objetivo não é se aprofundar na nossa mente, mas sim prestar plena atenção a fim de entende-la. Um livro que eu li com o máximo de atenção para entender e absorver tudo o que o autor dizia foi 21 Lições Para o Século 21 de Yuval Noah Harari. Visto que vivemos em um momento um pouco conturbado da História, onde não temos certeza do que esperar no dia seguinte, acho importante ouvir o que especialistas no assunto tem a dizer.

Autoconhecimento – Um livro que te ajudou a se entender melhor

Eu sou uma pessoa que lê de tudo, inclusive autoajuda. Acho que se você deixar de lado os best-sellers que se aproveitam de determinada moda para vender, e procurar por livros realmente interessantes, pode encontrar bons ensinamentos. Resolvi voltar ao passado e pegar uma das primeiras autoajudas que li: Grande Magia de Elizabeth Gilbert. Este foi um livro que fez eu me entender melhor, enxergar que a criatividade em mim era maior do que eu imaginava e poderia ser usada de formas surpreendentes.

Paz – Um livro que te fez se sentir em paz

Bom, acho que nada trás mais paz pra gente do que um dos nossos livros favoritos. Esse, em especial, faz a gente se sentir com o coração quentinho, ao mesmo tempo que nos diverte e nos leva para uma aventura que nos tira da dura realidade. O Castelo Animado de Diana Wynne Jones sempre estará no meu coração.

Respiração Consciente – Um livro que você teve que parar pra respirar

Respiração Consciente é a chave para controlar o caos na nossa mente e conseguirmos entender o que está se passando. O primeiro nome que me vem à cabeça quando penso em livros alucinantes e cheio de ação é Dan Brown. Então, decidi escolher um dos livros dele que mais me deixou assim: Anjos e Demônios.

Buda – Um livro que te fez despertar pra algo que você nem tinha noção

Não vou responder essa tag de forma óbvia dizendo alguma coisa que aprendi sobre a vida e a sociedade através de um livro, pois foram diversas coisas e nem saberia como escolher. Então decidi responder com o livro que fez despertar o leitor que havia adormecido em mim: E Não Sobrou Nenhum da Agatha Christie. Eu li ele quando estava entrando na vida adulta e não parei mais, já foram umas 300 leituras desde então.

Darma – Um livro que você acha que retrata bem nosso mundo

Pegando um livro que li recentemente para responder essa, escolhi Cartas Para Martin de Nic Stone. Ela vai retratar bem nossa sociedade dentro da questão do racismo e, ao mesmo tempo, nos ensina como devemos tratar esses assuntos para buscar um mundo melhor e mais justo.

Sanga – Um livro que você leu com alguém ou em leitura coletiva

Sanga (ou Sangha) significa a comunidade, é fazer parte desse todo acolhedor e harmônico. Um livro que eu li de forma coletiva e depois participei de algumas discussões sobre ele foi Duna de Frank Herbert. Por ser um livro muito complexo, foi uma excelente ideia lê-lo participando de uma leitura coletiva, pois dessa forma pude ver e entender partes que teriam me passado batido e é sempre muito interessante conhecer opiniões diferentes.

Dualidade – Um livro com dois pontos de vistas complementares

Outro livro fresquinho nas minhas leituras: Novembro, 9 da Colleen Hoover. Essa história nos trás dois protagonistas que formam um casal. Cada um conta alternativamente a história através de seus pontos de vista que se complementam numa narrativa empolgante e romântica. No Zen Budismo a Dualidade é um distorção da realidade, não existe um ou outro, o bem e o mau, o certo e o errado, cada coisa é o que é.

Interconexão – Um livro que no final tudo estava conectado

Esse é fácil de responder para quem gosta de ler mistério, thriller e romances policiais. Para não ser repetitivo escolhendo Agatha Christie, decidi pegar um livro que li há muito tempo mas que achei incrível: O Nome da Rosa de Umberto Eco. Essa é uma história de investigação que foge do padrão e ao mesmo tempo nos trás reflexões e questionamentos morais.


Depois de todas essas reflexões positivas, espero que você esteja se sentindo bem e inspirado para ler mais! Se você gostou e quiser responder a tag fique a vontade e me marque para que eu compartilhe. Até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s