Resenha | Anjos e Demônios – Dan Brown

Olá sonhadores! Queria dizer que finalmente terminei de ler todos os livros do Dan Brown, e sim, todos vão ter resenha no blog! Esta já é a penúltima delas (clique aqui para conferir todas) e diferente dos outros livros, este, apesar de seguir a fórmula de sempre, conseguiu ser muito mais frenético.

“Muito pouco em qualquer religião organizada é inteiramente original. As religiões não começam do zero. Crescem uma a partir da outra. As religiões modernas são colagens, um registro histórico assimilado do esforço humano para compreender o divino.”

Sobre a História

O professor de simbologia, Robert Langdon, já começa seu dia sendo arrastado para uma aventura (na minha opinião, a maior delas). Às 5 horas da manhã, ele recebe um telefonema pedindo ajuda, mas só da moral quando a pessoa lhe envia um fax com a foto de um homem assassinado e marcado por um símbolo, um símbolo que Langdon achou que estivesse extinto a muito tempo:

0 Ambigrama Illuminati.

Quem ligou pedindo ajuda foi Maximilian Kohler, diretor-geral do CERN, um centro de pesquisas nuclear localizado Genebra. Ele rapidamente trás Robert para o centro em um avião superveloz e explica a situação. O homem assassinado era Leonardo Vetra, um grande cientista que também era um padre católico. No momento ele estava fazendo alguma pesquisa muito secreta junto com sua filha adotiva, Vittoria, e Kohler não conseguia imaginar qual a ligação entre a pesquisa, o assassinato e os Illuminati.

Robert explica que os Illuminatis buscavam o fim da igreja católica e Vittoria explica que ela e o pai estavam pesquisando sobre a origem e universo e conseguiram, pela primeira vez, criar a matéria do nada. Porém, com isso eles descobriram também como criar e armazenar uma coisa chamada antimatéria, que mesmo em pouquíssima quantidade poderia ser mais perigosa que uma bomba nuclear. Porém, tudo fica claro quando eles descobrem que uma quantidade de antimatéria capaz de destruir um grande território foi roubada do laboratório. Juntando as peças, eles acreditam que, e alguma forma, os Illuminatis ainda existiam, descobriram o potencial destrutivo da pesquisa do padre e resolveram usa-la para eliminar a igreja. A teoria é confirmada quando o Vaticano liga para Kohler dizendo que encontraram um tubo identificado do CERN escondido lá, em algum lugar que eles não sabem onde, pois só conseguem ver através de uma câmera interna que foi mudada de lugar.

Robert e Vittoria partem imediatamente para o Vaticano para encontrar o tubo e impedir que exploda, pois fora das baterias do laboratório, o tubo tem apenas energia para controlar a antimatéria até meia-noite. Como se toda essa confusão já não bastasse, naquele dia estava para acontecer o conclave para eleger um novo papa e todos os cardeais estavam reunidos no local.

E você acha que isso ainda não é o suficiente? Pois tem razão. O assassino de Leonardo, que roubou a antimatéria e escondeu dentro do Vaticano, ainda tem outros serviços. Ele vai sequestrar os cardeais com mais popularidade para serem o novo papa e assassina-los em igrejas espalhadas por Roma que indicavam o caminho para o antigo refúgio dos Illuminatis. Provando seu poder e vingança sobre a igreja católica.

Minhas Considerações

Apesar de sempre ouvir falar de Illuminatis por toda parte na internet, eu nunca pesquisei para saber a origem, os supostos objetivos e etc. Durante o livro, Robert faz toda essa explicação para contextualizar e justificar tudo o que está acontecendo. Eu achei muito interessante, mas senti que, comparado aos outros livros, ele não se aprofundou muito nesta parte. Creio que o grande destaque deste livro seja a ação.

O começo do livro acaba sendo um pouco monótono e muito contextualizante, mas a partir do momento que Robert e Vittoria chegam no Vaticano, é ação que não para mais. Em determinado momento eu já estava até “Meu Deus! Quando isso vai acabar? Só de ler eu já estou exausto, imagina eles!” porque quando você acha que acabou, a história muda o rumo para resolver outra ponta, até que todas as pontas concluídas fecham a história perfeitamente.

Outra coisa muito interessante foi ver tudo do ponto de vista da igreja. Particularmente eu vivo dentro do universo da tecnologia e sou um defensor da ciência, mas também fui criado dentro da igreja católica e conheço os dois mundos. Com a idade e estudo fui perdendo a fé na igreja, mas essa leitura me fez repensar algumas coisas sobre o papel dela na sociedade atual.

Concluindo, este é um livro que mantém a essência do autor, mas também consegue ser muito mais empolgante. É uma boa opção se você quiser começar a ler Dan Brown.

“Quem é esse deus-ciência? Quem é esse deus que oferece poder a seu povo, mas nenhuma estrutura moral para lhe dizer como usar este poder? Que tipo de deus dá fogo a uma criança, mas não a avisa sobre seus perigos? A linguagem da ciência não vem com diretrizes sobre o bem e o mal. Os livros científicos explicam-nos como criar uma reação nuclear, mas não têm nenhum capítulo discutindo se é uma boa ou má ideia.”


Avaliação

Avaliação: 5 de 5.

Se interessou? Compre este livro pelo meu link da Amazon e apoie o blog!

SkoobGoodreads


Anjos e Demônios

Dan Brown

ISBN: 978-85-754-2146-8

2009 – Sextante

474 páginas (Pt/Br)

Sinopse: Antes de decifrar O Código Da Vinci, Robert Langdon, o famoso professor de simbologia de Harvard, vive sua primeira aventura em Anjos e Demônios, quando tenta impedir que uma antiga sociedade secreta destrua a Cidade do Vaticano. Às vésperas do conclave que vai eleger o novo Papa, Langdon é chamado às pressas para analisar um misterioso símbolo marcado a fogo no peito de um físico assassinado em um grande centro de pesquisas na Suíça. Ele descobre indícios de algo inimaginável: a assinatura macabra no corpo da vítima – um ambigrama que pode ser lido tanto de cabeça para cima quanto de cabeça para baixo – é dos Illuminati, uma poderosa fraternidade considerada extinta há quatrocentos anos. Em Anjos e Demônios, Dan Brown demonstra novamente sua extraordinária habilidade de entremear suspense com fascinantes informações sobre ciência, religião e história da arte, despertando a curiosidade dos leitores para os significados ocultos deixados em monumentos e documentos históricos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s