Resenha | O Instituto – Stephen King [P. S. Allen]

Olá, sonhadores! Como vocês estão? Já estamos na terceira semana de março e tanta coisa já aconteceu esse ano… Passou voando, mas demorou para passar (kkk). O importante agora é ficar seguro, continuar usando máscara, higienizando as mãos e ficar em casa lendo bastante, vendo filmes, séries e acompanhando o blog aqui e no Instagram.

Bom, indo direto ao ponto, vamos falar de Stephen King! No mês passado eu fiz um post sobre a vida e a obra desse autor maravilhoso (aqui). Conforme falei no início do ano, O Instituto estava na minha TBR de Verão, e hoje nós vamos conversar um pouco sobre ele. E posso adiantar que foi uma experiência maravilhosa. Vamos lá!?

“Grandes eventos se apoiam em pequenos suportes”

O Instituto vai narrar duas histórias paralelas: a do ex-policial Tim Jamieson, que se muda para uma pequena cidadezinha no sul dos EUA e recomeça a vida após um divórcio. Nesse lugar pequeno e isolado, ele começa a trabalhar de vigia noturno e conhece pessoas novas que o ajudam a seguir em frente. A outra parte da história ocorre há muitos quilômetros dali, no meio das florestas do Maine, em um instituto que rapta crianças com capacidades paranormais para estudá-las e utilizar seus poderes para influenciar o mundo.

Uma dessas crianças é Luke Ellis, um garoto de doze anos que possui a habilidade de mover objetos com a mente. Lá ele vai experimentar a dor e ver o medo de perto, já que sua rotina passa dos estudos para experimentos bizarros que fazem com que deseje a morte. No Instituto ele conhece outras crianças com capacidades especiais, entre elas, Avery Dixon, um telepata muito forte que será o elo entre todos. Após muita dor, um plano de fuga começa a ser arquitetado, e se for bem sucedido, as duas histórias acabarão se cruzando e o Instituto, antes um lugar secreto, correrá o risco de ser exposto pela primeira vez em anos.

Vou começar dizendo que este livro foi o clímax das minhas leituras até agora. Apesar de ser muito fã de King, sou consciente dos problemas em suas narrativas. Então, quando é necessário criticar, faço isso sem problemas. Porém, só tenho elogios para este livro.

Começando pelo ritmo da escrita, Stephen sempre acrescenta muito da cultura pop norte-americana, o que não é tão familiar para nós e acaba ocasionando cenas de devaneio que não contribuem para a compreensão da história. Em O Instituto, ele cortou muito esse tipo de informação, deixando apenas aquilo que era necessário, tornando o ritmo da narrativa muito mais fluído e compreensível.

Outro ponto foi a suavização das cenas sem deixar de passar a emoção pretendida. King muitas vezes trás elementos chocantes e cenas brutais para passar o horror e o desconforto. Esse tipo de apelo está ausente aqui. Apesar das cenas que causam sensações conflitantes, suas descrições foram atenuadas e acabam sendo menos grosseiras, focando na mensagem que deveria ser passada.

A melhor parte é o final: King é conhecido por não finalizar bem suas obras e muitas vezes a motivação revelada no final é algo sem graça e que não justifica toda a aventura. Neste livro ele soube dar o rumo certo para o fim e finalizar de forma coerente e justificável. Confesso que fiquei emocionado com uma das cenas finais, quase chorei… Afinal, são crianças! Mexer com medos infantis é um golpe no coração de qualquer um.

Eu recomendo MUITO este livro para quem curtiu Joyland, Outsider e A Incendiária. Amantes de telecinesia, telepatia, poderes paranormais e conspirações políticas também vão achar essa historia espetacular. A indicação é a mesma para quem gosta de livros policiais, pois nesta história o horror é posto de lado e a investigação fica mais em foco.

Espero que tenham gostado e até a próxima. Tchau!

“— Sabe, Jamieson, essa vida que achamos que levamos não é real. Não passa de uma brincadeira de sombras e eu vou ficar bem feliz quando as luzes se apagarem. No escuro, todas as sombras desaparecem.”


Avaliação

Avaliação: 5 de 5.

Se interessou? Compre este livro pelo meu link da Amazon e apoie o blog!

SkoobGoodreads


O Instituto

Stephen King

ISBN: 978-85-565-1085-3

2019 – Suma

544 páginas (Pt/Br)

Sinopse: O novo livro de Stephen King, o Mestre do Terror, traz uma história inesquecível sobre um grupo de crianças com talentos especiais que precisam se unir para derrubar um grande mal.
No meio da noite, em uma casa no subúrbio de Minneapolis, um grupo de invasores assassina os pais de Luke e sequestra silenciosamente o menino de doze anos. A operação leva menos de dois minutos.
Quando Luke acorda, ele está no Instituto, em um quarto que parece muito o dele, exceto pelo fato de que não tem janela. E do lado de fora tem outras portas, e atrás delas, outras crianças com talentos especiais, que chegaram àquele lugar do mesmo jeito que Luke. O grupo formado por ele, Kalisha, Nick, George, Iris e o caçula, Avery Dixon, de apenas dez anos, está na Parte da Frente. Outros jovens, Luke descobre, foram levados para a Parte de Trás e nunca mais vistos.
Nessa instituição sinistra, a equipe se dedica impiedosamente a extrair dessas crianças toda a força de seus poderes paranormais. Não existem escrúpulos. Conforme cada nova vítima vai desaparecendo para a Parte de Trás, Luke fica mais e mais desesperado para escapar e procurar ajuda. Mas até hoje ninguém nunca conseguiu fugir do Instituto.
Tão aterrorizante quanto A incendiária e tão espetacular quando It: a Coisa, este novo livro de Stephen King mostra um mundo onde o bem nem sempre vence o mal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s