Tomb Raider: Os Dez Mil Imortais – Dan Abnett & Nik Vincent

Como um bom nerd velho que sou, conheci a série de Tomb Raider através dos jogos de Playstation. Me tornei um fã e acompanhei os lançamentos até os jogos atuais, onde o contexto dessa história se encaixa. É importante destacar que este é um livro feito para quem conhece, pelo menos, o game reboot da série, lançado em 2013. Isto porque a trama começa logo após o término deste jogo. Não é algo vital para o entendimento do leitor, mas boa parte da suspensão de descrença que os autores precisaram para desenvolver o enredo, vem do conhecimento do que Lara Croft passou na ilha de Yamatai.

Em resumo, Lara está em Londres dividindo um apartamento com sua amiga Sam. As duas acabaram de voltar de uma traumática aventura na Ilha de Yamatai, onde tiveram que enfrentar perigos inimagináveis e fazer coisas que jamais vão esquecer. Por causa disso, ambas estão passando por uma fase de transtorno pós-traumático, tendo alguns ataques através de gatilhos como sons que se pareçam tiros, por exemplo.

Um dia, Lara recebe a notícia que Sam está internada no hospital devido a uma overdose. Porém, quando sua amiga acorda, Lara percebe algo estranho e não demora para descobrir que Sam está possuída por Himiko, o espírito de uma rainha que fez parte da trama central na ilha da Yamatai. Sabendo que os médicos não acreditariam nisso, Lara decide partir por conta própria em busca de uma solução mística para salvar sua melhor amiga.

Só nesse início já consigo pegar dois pontos que me incomodaram ao longo da história. Primeiro é o transtorno que Lara vem sofrendo. Em alguns momentos os autores relembram desse fato, mas em muitas cenas, onde ela deveria ter sofrido com gatilhos, isso é simplesmente ignorado. Também tem o fato de não trabalharem em nada sobre como ela busca lidar com os ataques de pânico, além de falar para si mesma se controlar. O segundo ponto se trata de Sam, que foi largada no hospital a história inteira. A garota estava possuída por uma rainha ancestral e a Lara não tem um dialogo relevante com ela… sem contar que a mesma, aparentemente, ficou comportadíssima num hospital do mundo moderno como se nada estivesse acontecendo.

Pra quem esperava qualquer tipo de aventura arqueológica, em tumbas e ruínas, esquece. O livro se trata de uma aventura urbana, onde na maior parte do tempo Lara está indo pra lá e pra cá, sendo perseguida por organizações secretas, para no final voltar ao começo e descobrir que metade do que ela passou foi pra nada. E que final… onde tudo se soluciona convenientemente e tudo fica a margem de interpretações.

Não sei se recomendo este livro. Acho muito difícil que ele agrade um fã da série, nem mesmo um leitor que esteja interessado em conhecer. Se forem produzir alguma outro, espero que simplesmente façam algo melhor.

Nota 3/4

TOMB_RAIDER_OS_DEZ_MIL_IMORTA_1468041210595927SK1468041210B Título: Tomb Raider: Os Dez Mil Imortais (Tomb Raider: The Ten Thousand Immortals)

Autor: Dan Abnett & Nik Vincent

Editora: Nemo

Ano: 2016 (2014)

Páginas: 224

Idioma: Português (Inglês)

ISBN: 978-85-8286-311-4

Sinopse: Assombrada pelas lembranças de sua provação na ilha de Yamatai, tudo o que Lara deseja é esquecer o pesadelo que foi sua primeira expedição. No entanto, ela logo se vê mergulhada numa busca frenética para salvar sua melhor amiga, Sam, dos efeitos de uma overdose suspeita que a deixa entre a vida e a morte. Um fio de esperança surge de um mito e dá novo ímpeto a Lara: um antigo e misterioso artefato capaz de curar sua amiga e solucionar os eventos sobrenaturais testemunhados em Yamatai.

No entanto, Lara não está sozinha na busca por esse tesouro. Um magnata nefasto, uma sociedade secreta e assassinos profissionais também desejam a poderosa relíquia. A caçada leva Lara ao redor do mundo, em meio a uma rede de conspiração, contatos suspeitos e combates mortais, enquanto ela busca a cura para sua amiga e a verdade por trás do lendário talismã.

* Informações da publicação original entre parênteses

2 comentários sobre “Tomb Raider: Os Dez Mil Imortais – Dan Abnett & Nik Vincent

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s