O Poder do Agora – Eckhart Tolle

Acho que não tem momento melhor para essa resenha do que AGORA. Eu não poderia perder a oportunidade de fazer essa piadinha, mas ao mesmo tempo eu falo muito sério e vou explicar o motivo.

Vamos iniciar uma linha de raciocínio a partir do que se trata, em resumo, este livro. O Poder do Agora é um livro de autoajuda que, como conceito central, explica que a paz, a felicidade, a solução dos nossos problemas, entre outras coisas estão bem aqui, agora. E quando conseguimos nos desapegar dos fantasmas do passado e das projeções do futuro, conseguimos nos conectar com o que o autor chama de o Ser. O Ser pode ser interpretado como Deus ou como uma entidade superior além da nossa compreensão, mas que existe em tudo e em todos.

Para quem não gosta muito de autoajuda e que acha este tipo de coisa é muito abstrata e impraticável, o livro tenta demonstrar com exemplos e comparações práticas como de fato o agora é a resposta para tudo (e o autor consegue ser convincente nisso). Eu acredito que, como terapia, este livro pode ajudar bastante, mas não sou psicólogo e não tenho propriedade nenhuma para afirmar isso, estou dizendo com base no que eu senti.

Alguns dos tópicos principais abordados são:

  • Não podemos carregar conosco para sempre o que aconteceu no passado. Eu acredito muito que podemos aprender com o que já passou, mas não podemos deixar que qualquer coisa negativa perpetue em nossa vida.
  • Não podemos basear nossa vida em projeções para o futuro, ou seja, viver de expectativas. Ansiosos pelo que pode (ou não) acontecer. Porém, isso não significa que devemos viver ignorando o amanhã, sem qualquer planejamento ou objetivo de vida.
  • Existe um “vilão” em nossa vida que chamamos de Ego. É o que cria a falsa ilusão de que somos e temos coisas que na verdade não passam da nossa mente nos fazendo acreditar no que não é real. Acho que o exemplo mais comum disso é quando percebemos que estamos errados, mas insistimos em defender nosso ponto de vista, uma tipo de auto-sabotagem que nos força a acreditar em uma mentira, pois nosso Ego está ferido. E uma vez que você consegue se livrar, ou pelo menos controlar o Ego, você começa a crescer e evoluir mais como ser humano.

Agora chegamos ao ponto de porque agora é o melhor momento para falar sobre este livro. Quando começamos a observar o comportamento das pessoas tendo em mente essas ideias que eu descrevi, começamos a ter uma pequena noção de como funciona o raciocínio delas. Eu estive procurando por um exemplo prático para que pudesse adicionar a esta resenha e encontrei o melhor cenário possível através das eleições que estamos passando neste momento no nosso país.

É um fato que a grande maioria das pessoas não tem uma noção de onde e como ela se encaixam como indivíduo na sociedade (e isso já é um super grande tema para outro livro), mas eu quero chegar num ponto onde está sendo um problema tanto para quem está no agora, quanto para quem não está, colocando em questão o conceito desse livro.

Temos em meio aos eleitores pessoas que conhecem o passado, sabem o que foi a ditadura militar no Brasil e em como um dos candidatos é uma ameaça a democracia. Por um lado é importante ter essa memória, por outro isso está trazendo grande tensão para essas pessoas, que acaba causando um medo generalizado.

Existem os eleitores que apenas estão projetando o futuro com base nas propostas de seu candidato. São pessoas com esperança de mudança no pais, que acreditam que o mesmo candidato que outras pessoas estão preocupadas, possa ser, na verdade, o grande herói. Porém, elas não estão vendo o que está acontecendo agora, aparentemente elas estão se cegando aos problemas, para não acabarem tendo seus sonhos de futuro destruídos. Creio que esse pode ser um grande exemplo de como o Ego funciona na mente das pessoas, elas preferem fingir que nada está acontecendo, acreditando numa realidade falsa, para não machucarem seu ego.

E temos também os eleitores que estão vivendo o agora, seguindo o fluxo da campanha eleitoral, não pensando nem no passado e nem no futuro. Não importa o que houve no passado e com o futuro nos preocupamos quando ele chegar. Sinto que essas pessoas estão se sentindo bem plenas, mas será que essa é mesmo a melhor forma de agir neste momento? Pensando no bem individual, acredito que sim. Elas se sentem bem enquanto o resto da população está em guerra. Pensando no bem coletivo, acredito que não.

Enfim, isso é algo que você pode observar e praticar no seu trabalho, na escola, dentro da sua família. Este livro acrescentou bastante para mim não apenas no sentido de eu tentar viver seguindo a ideia do agora, mas usando como ferramenta para compreender as outras pessoas. Porém, eu não consegui chegar no nível alto de plenitude para crer nessa conectividade com o Ser que o livro tanto repete.

Nota 4/5

O_PODER_DO_AGORA_1263965012B Título: O Poder do Agora (The Power of Now)

Autor: Eckhart Tolle

Editora: Sextante

Ano: 2002 (1997)

Páginas: 224

Idioma: Português (Inglês)

ISBN: 978-85-754-2027-0

Sinopse: Combinando conceitos do cristianismo, do budismo, do hinduísmo, do taoísmo e de outras tradições espirituais, Tolle elaborou um guia de grande eficiência para a descoberta do nosso potencial interior. Este livro é um manual prático que nos ensina a tomar consciência dos pensamentos e emoções que nos impedem de vivenciar plenamente a alegria e a paz que estão dentro de nós mesmos.

* Informações da publicação original entre parênteses

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s