A Paixão Segundo G.H. - Clarice Lispector

Resenha Relâmpago | A Paixão Segundo G.H. – Clarice Lispector

A Paixão Segundo G.H. é um dos livros de maior sucesso da escritora Clarice Lispector.


Olá, Sonhadores! Hoje eu vou de polêmica. Chegou o dia em que falarei sobre Clarice Lispector nesse blog. Essa foi minha primeira experiência com a autora e confesso que fiquei relutante se fazia ou não uma resenha desse livro. Primeiro porque, sendo bem direto, eu não gostei. Segundo que eu nem tenho muito o que falar sobre ele, visto que eu não sei se ou o quê eu entendi. Decidi então trazer no formato de resenha relâmpago, pois acho importante (tanto para mim, quanto para quem acompanha o blog) deixar registrado aqui minhas impressões dessa leitura.

Bem, o livro só tem uma personagem: G.H., uma carioca de classe média alta. O livro também não tem um enredo, ele é quase todo formado por divagações da protagonista depois que sua empregada doméstica a deixa e ela decide limpar o famoso “quartinho da empregada”.

A partir do momento que ela pisa nesse quarto para olhar, começa um surto inacreditável. A protagonista começa a refletir sobre o que lhe vem a mente e nos leva com ela nessa viagem introspectiva. Cada detalhe do quarto vai influenciando seu fluxo de pensamentos até chegar no grande ápice de tudo: uma barata.

Enfim, não vou ficar aqui argumentando prós e contras, afinal a fama da autora já fala por si só e além disso eu ainda não conheço suas outras obras. O fato é que dessa leitura eu não gostei. E não foi nem pelo formato, pois achei a proposta muito interessante. O que me fez não gostar foi que eu basicamente não absorvi nada. Tudo é muito vago e subjetivo, pode ser tudo e ao mesmo tempo qualquer coisa. Os problemas e conflitos internos da personagem são besteiras de alguém que só está ociosa demais e não me identifiquei com nada.

E eu sei que tem tudo aquilo sobre talvez eu ainda precisar de mais maturidade literária, ou talvez eu precisasse ler com a mente um pouco mais aberta, não sei. Acho que é mais caso de gosto mesmo, pois talvez a mágica desse livro esteja mais na beleza do uso da linguagem do que no conteúdo. E eu sempre detestei textos subjetivos demais (chega a me irritar!). Para mim, uma escrita boa é uma escrita clara que quem lê consegue absorver a mensagem com mínimo de esforço possível.

Enfim, não é um livro que eu recomendo. E também não se sinta frustrado por não ter interesse ou não gostar/entender caso tente ler. Infelizmente, brasileiros tem uma deficiência alta em interpretação de texto, mesmos os mais claros e objetivos. Portanto eu duvido que a grande parte das pessoas que dizem amar esse livro entenderam alguma coisa também.

Outros livros que podem te interessar:


Avaliação

Avaliação: 2 de 5.

Se interessou? Compre este livro pelo meu link da Amazon e apoie o blog!

SkoobGoodreads


A Paixão Segundo G.H.

A Paixão Segundo G.H.

Clarice Lispector

ISBN: 978-65-553-2006-0

2020 – Rocco

192 páginas

Português (Brasil)

Sinopse

Romance original, desprovido das características próprias do gênero, A paixão segundo G.H. conta, através de um enredo banal, o pensar e o sentir de G.H., a protagonista-narradora que despede a empregada doméstica e decide fazer uma limpeza geral no quarto de serviço, que ela supõe imundo e repleto de inutilidades. Após recuperar-se da frustração de ter encontrado um quarto limpo e arrumado, G.H. depara-se com uma barata na porta do armário. Depois do susto, ela esmaga o inseto e decide provar seu interior branco, processando-se, então, uma revelação. G.H. sai de sua rotina civilizada e lança-se para fora do humano, reconstruindo-se a partir desse episódio. A protagonista vê sua condição de dona de casa e mãe como uma selvagem. Clarice escreve: “Provação significa que a vida está me provando. Mas provação significa também que estou provando. E provar pode se transformar numa sede cada vez mais insaciável.”
Nova edição do de um dos mais conhecidos romances de Clarice Lispector, agora com projeto gráfico de Victor Burton e capa criada a partir de pinturas da própria Clarice. Esta edição traz posfácio do cineasta Luiz Fernando Carvalho que adaptou o texto para o cinema.

As Resenhas Relâmpagos são um formato que decidi trazer para o blog para falar de livros que li faz tempo, mas que, por algum motivo, acabei não fazendo a resenha na época. Como o tempo passou e já não lembro o suficiente deles para fazer uma resenha completa, criei este formato diferente. Nele falo de forma um pouco mais breve e superficial sobre livros que acho que valem a pena terem seu espaço por aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s