Resenha | À Espera dos Filhos da Luz – Ana Maria Braga

Olá Sonhadores! Por essa vocês não esperavam, não é mesmo? Hoje trago uma resenha de um livro nacional, escrito por uma mulher muito famosa e, para quem não sabe, com trabalhos em diversos ramos da arte, incluindo literatura. Isso mesmo: Ana Maria Braga. A apresentadora sempre negava convites para publicar livros de mensagens, pois não se sentia confortável apenas assinando uma compilação de frases de outras pessoas. Até que um dia surgiu a oportunidade dela escrever um romance e, através dele, compartilhar com seu público mensagens que ela carrega em sua própria vida.

“Quando tiver a oportunidade de transformar um inimigo em alguém de quem possa se orgulhar de ter por perto, então seu coração estará realmente apto a perdoar. É fácil ficar em paz com seus amigos. A maior missão é ficar em paz com seus inimigos.”

Sobre a História

A história se passa em um vilarejo de período medieval, governado por José, um conde que secretamente teve um caso com uma plebeia, mas a abandonou para se casar com a filha do suserano de um condado vizinho, apenas por objetivos políticos e financeiros. A plebeia chamava-se Rebeca e estava grávida quando foi abandonada. Por medo do que o conde poderia fazer contra ela e seu bebê, a mulher fugiu e passou a viver em um bosque até Ana Clara, sua filha, nascer. Elas viveram isoladas por 16 anos, até Rebeca decidir voltar ao vilarejo.

Neste período de mudança, Ana Clara, que já era uma menina sensível e muito ligada a natureza, descobriu que tinha um destino especial. Sua família guardava uma relíquia mágica que só poderia ser aberta e lida pelo descendente escolhido; e este, claro, era Ana Clara. A mensagem dizia que ela era uma Filha da Luz e que tinha uma missão no mundo. Ela devia seguir seus instintos, fazer boas ações e com o tempo mais revelações sobre seu destino chegariam até ela através de pergaminhos mágicos. E assim foi. Ana Clara começou a se envolver com o vilarejo, fazendo amizades e até se envolvendo com os filhos do conde que, até então, não sabia que eram seus irmãos, visto que Rebeca jamais contou a ela quem era seu pai. A partir daí, Ana Clara foi se desenvolvendo e descobrindo toda a trama que envolvia sua família e as consequências da decisão do conde de abandonar seu amor por um casamento político.

facetune_13-05-2020-18-16-36

Minhas Considerações

Não posso negar que a trama em si é muito bem elaborada e faz existir um grande nó parentesco entre os personagens. De certa forma, parece uma grande novela mexicana com muitos dramas e reviravoltas, mas particularmente… eu gosto dessas coisas. Em relação a isso, cada personagem tem seu papel bem definido, não achei que nada passou muito dos limites a ponto de ficar “too much”.

Sobre a fantasia e a magia dentro da história, ela é bem subjetiva. Existem momentos claros de magia acontecendo, principalmente quando Ana Clara recebe as mensagens dos pergaminhos, mas a menina em si apenas tem habilidades especiais que agem de forma sutil. Acho que essa sutileza se encaixa melhor na história e, por isso, acredito que as cenas dos pergaminhos acabam destoando um pouco.

Sobre o fato do livro ter (além da história) um compilado de mensagens ao longo da narrativa: não me incomodou. Em alguns momentos as mensagens complementam o que está acontecendo na cena, mas também não são essenciais (você pode pular todos se não tiver interesse), pois a própria narrativa por si só já trás mensagens contextualizadas, e acho que elas sim são mais importantes e efetivas.

Eu achei que foi um livro melhor do que eu estava esperando, pois tinha a impressão que seria uma historinha meio genérica só para justificar as mensagens incluídas. Mas não, o livro me surpreendeu. Só tenho um problema com o final, ele da a impressão que a história faz parte de uma série, pois uma parte é concluída e outra parece que só está começando a partir das última páginas. Isso é algo meio frustrante, pois não tem continuação (ainda).

É um livro que eu recomendo para quem gosta de drama familiar e, principalmente, para pessoas muito ligadas a religião, que estão acostumadas com mensagens e passagens que envolvem nossa espiritualidade.

“As máscaras caiam, uma a uma, e a verdade aparecia. Tudo se invertia.”


Avaliação

♥ ♥ ♥ ♥

Se interessou? Compre este livro pelo meu link da Amazon e apoie o blog!

SkoobGoodreads

Título: À Espera dos Filhos da Luz_ESPERA_DOS_FILHOS_DA_LUZ_1340567288B

Autor: Ana Maria Braga

Editora: Ediouro

Ano: 2010

Páginas: 391

Idioma: Português

ISBN: 978-85-003-3013-1

Sinopse: Ana Maria Braga nos traz uma história que pode despertar os mais variados sentimentos no coração do leitor. Nascida em um misterioso vilarejo medieval, Ana Clara, um ser Predestinado, vai mudar o curso dos acontecimentos de toda aquela região por meio de seu maior poder – o amor. Dotada de poderes especiais, ela inicia sua jornada depois de receber mensagens codificadas em antigos pergaminhos. Ao interpretar os sentimentos das pessoas à sua volta, a jovem dará inicio a um redemoinho de emoções entre os habitantes da cidade, misturando fé e medo, esperança e desilusão, confiança e traição, intensificando virtudes e imperfeições que trazem desfechos surpreendentes. Neste romance, os leitores poderão descobrir como pequenas atitudes podem trazer grandes transformações para as suas vidas e para a humanidade.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s