É Culpa do Macron - Gisele Servare

Resenha | É Culpa do Macron – Gisele Servare

Olá, Sonhadores! Definitivamente, neste ano houve um grande aumento na diversidade de livros resenhados no blog (o que é motivo de grande satisfação para mim). E para agregar nessa diversidade, eu trouxe um livro hoje que tinha tudo para não me agradar por ser um romance leve com um toque de realismo mágico. Porém, ele conseguiu me conquistar por diversos motivos que achei super válido trazer para vocês.

“Nunca havia percebido que felicidade está quase sempre envolta em muita luz e em muitas cores, enquanto a tristeza parece uma nuvem que se recusa a sair da frente do sol.”

Eu li este livro para o clube do blog MãeLiteratura na edição especial em que temos um encontro com o autor do livro para interagir, comentar a leitura, elogiar, tirar duvidas e etc. Foi a primeira vez que participei de um encontro assim (com o autor) e conhecer a Gisele Servare foi algo muito legal. Ela foi extremamente simpática e aberta a responder nossas questões. Ela esclareceu muito sobre este livro e também sobre todo o seu processo de escrita e publicação independente. Foi incrível e sinto que ela também ficou bem feliz pela recepção.

O livro conta a história de Lili, uma viúva, mãe de um adolescente rebelde, que decide se mudar para o interior da Alemanha em busca de uma vida nova. Porém, tudo começa a dar errado assim que ela chega na cidade e descobre que a casa que ela comprou foi transferida indevidamente para Manni, o neto do falecido dono, que também decidiu ir morar lá. Um juiz local então decide que, enquanto o caso não é resolvido, ambos devem dividir a casa por alguns meses se estiverem em comum acordo. Eles aceitam e a partir daí a convivência e a proximidade faz com que esses personagens se conheçam melhor e criem laços.

Por ser um livro que não tem muito a ver comigo eu comecei lendo com um pé atrás, confesso. E dei mais um passo para trás depois da cena em que o juiz toma a decisão de que eles deviam dividir a casa por uns meses, pois é totalmente fora da realidade, nenhum juiz no mundo poderia fazer isso. Mas segui lendo pra ver onde ia dar. E não é que a autora conseguiu uma forma dessa decisão fazer sentido? Uma coisa que eu sempre costumo criticar em livros é quando o autor deixa pontas soltas ou coloca elementos na história e depois esquece deles, mas neste livro a Gisele conseguiu fechar tudo certinho! E eu achei isso impressionante, afinal ela é uma autora independente e tem muito livro de editora com esse tipo de problema.

Como eu disse no início, esse livro tem um toque de realismo mágico, mas é coisa bem leve. Eu não costumo gostar muito, mas acho que a autora soube colocar na dose certa, servindo mais para criar uma ambientação do que pra resolver problemas da trama. A história também tem um toque de comédia na medida, que equilibra bem com os momentos de drama e romance. Num geral é um livro super bem escrito e agradável de se ler. Porém, eu não acho que seja para todo tipo de leitor, acho que você precisa ter uma predisposição para gostar do gênero e uma certa maturidade literária para entender o que o livro é e o que ele quer passar.

“- Mas existem momentos em que não é possível mais trazer o passado. – Insisti. – Mesmo que seja dolorido, é preciso concentrar as energias para construir um novo futuro.”


Avaliação

Avaliação: 4 de 5.

Se interessou? Compre este livro pelo meu link da Amazon e apoie o blog!

SkoobGoodreads


É Culpa do Macron

Gisele Servare

2020

237 páginas (Pt/Br)

Sinopse: Lili tenta preencher o vazio deixado pela perda do seu marido com cores, música e alegria. E com sonhos. Todas as vezes que apareciam borboletas em seus sonhos, ela sabia que estava recebendo um recado do universo para tomas as decisões certas em sua vida. Foi por isso que, motivada por um sonho especial, ela resolve fazer uma grande mudança, na tentativa de colocar sua vida e a do problemático filho adolescente novamente nos trilhos, sem pensar duas vezes nos riscos da compra de um imóvel pela internet.
Manni vive há anos preso pelas garras opressoras da depressão e, em meio à apatia que o acomete, recebe a notícia de uma herança deixada para ele por seu avô, que chega como uma tábua de salvação, pois seu estado de espírito roubou toda a sua energia – e com ela o emprego, a companheira e a vontade de viver.
Devido a uma grande confusão, as suas vidas acabam entrelaçadas. E, quando os caminhos deles se cruzam, até o céu irá conspirar para que uma grande metamorfose aconteça na vida de ambos.
Mas será que eles serão capazes de acreditar no impossível?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s