Resenha | Os 101 Dálmatas – Dodie Smith

Olá, Sonhadores! Se você foi criança nos anos 90, com certeza você conhece e, provavelmente, era viciado no filme “Os 101 Dálmatas” da Disney. Afinal, um filme protagonizado por doguinhos, cheio de filhotinhos e com uma das vilãs mais icônicas já criadas, não tinha como dar errado. Mas você sabia que ele é uma adaptação de livro? Assim como Bambi, eu descobri isso recentemente, adquiri e li o livro e hoje trarei uma resenha para vocês!

“— Não, Pongo, não! — exclamou Missis horrorizada. — Não se esqueça que ele é um humano muito pequeno. Todas as criaturas jovens são cruéis, por ignorância (…) Morder um humano é o maior crime que um cachorro pode cometer. Você não vai querer ficar com um peso tão grande na consciência por causa daquela criança cruel e desmiolada. Sua dor e sua raiva vão passar, mas a culpa te perseguirá para sempre.”

Sobre a História

Se você já assistiu a animação ou até mesmo o live action, saiba que a história do livro não é muito diferente. A história se passa em Londres, onde temos um casal de dálmatas, Pongo e Missis, que são donos de um casal de humanos de estimação: o Sr. e a Sra. Clemente. Sim, do ponto de vista dos cachorros são eles quem mandam, mas deixam os humanos pensarem o contrário para deixa-los felizes! Um dia, o casal de dálmatas acabam tendo 15 filhotinhos e toda a família fica muito feliz.

A contraponto, temos Cruella DeMonyo (sim, essa é a tradução do nome dela para o Português), uma mulher viciada em vestir peles de animais. Quando ela fica sabendo dos dálmatas, surge nela um desejo incontrolável de vestir um casaco feito da pele deles. A princípio ela tenta comprar os filhotinhos de Pongo e Missis, mas seus humanos recusam as ofertas. Então, sem escrúpulos, ela elabora um plano e consegue sequestrar os cachorrinhos.

Quando Pongo e Missis descobrem que seus filhotes foram roubados, fogem em busca deles com a ajuda de todos os outros cães (e até outros animais) da região que se mobilizam para ajudar. E aqui começa a essa aventura animal! (rs)

Minhas Considerações

Apesar do contexto da história ser exatamente igual a dos filmes (o que mostra ter sido uma adaptação boa), o livro possui elementos únicos e mais profundos que fazem a leitura valer a pena mesmo se você já memorizou cada cena do filme.

Algumas diferenças entre o livro e as adaptações é que a casa em que vivem os dálmatas na verdade tem duas babás. Cruella, além do nome diferente, é vizinha da família Clemente e é casada com um peleteiro (pessoa que trabalha com peles). Existem diversas momentos da aventura que não tem no filme, mas o elemento principal que foi cortado dos filmes é Perdita. Ela é uma dálmata com manchas marrons ao invés de pretas. Ela teve seus filhotinhos vendidos e fugiu de casa para procura-los. Nisso acabou se perdendo e quando estava quase morrendo de fome e frio foi encontrada, por coincidência, pela Sra. Clemente que procurava uma cachorra que recém teve filhotes também para ajudar Missis a amamentar seus 15 filhotes. Ela passou a fazer parte da família e sua história ajuda bastante no desenvolvimento da trama e na composição dos 101 dálmatas!

Geralmente livros infantis são engraçadinhos (pelo menos pra mim) e esse não é diferente. Apesar de Pongo ser inteligente, a maioria dos cães não são tão espertos. Isso faz com que a história tenha cenas muito cômicas. Uma das minhas cenas favoritas foi quando um cocker spaniel tenta ensinar a Missis quais são os lados esquerdo e direito e ela fica extremamente confusa.

Uma pequena decepção que eu tive foi que Cruella não teve uma participação tão efetiva na segunda metade do livro. Por ser uma vilã tão maligna (e mesmo sendo um livro infantil, o autor não poupa deixar claro as atrocidades que ela é capaz), seria muito legal ela estar mais presente e não ser apenas aquele elemento que só de ser mencionada causa medo, mas não aparece efetivamente. Como se fosse um Voldemort, sabe?

Esse é um livro ótimo para quem gosta de ler coisas mais leves as vezes. Para quem amava o filme na infância é um prato nostálgico cheio. Essa edição da editora SESI-SP é muito bonita, mas infelizmente tem as folhas azuis, o que eu considero ruim para ler, e também tem aquele tipo de encadernamento que não deixa abrir as páginas direito. E, assim como Bambi, este é um livro raro (não faço ideia do motivo), então não tem muitas opções diferentes de edições. De qualquer forma, acho que vale a pena , pois não é um livro caro e visualmente é muito bonito. Tem muitas ilustrações e a capa desdobra numa longa imagem dos dálmatas muito fofa.

Bem, espero que tenha te inspirado a ler este livro! Se você já leu, deixe nos comentários suas impressões, pois vou ficar feliz de saber. Até a próxima!

“Como muitas outras pessoas bem-amadas, elas acreditavam que eram os donos dos cachorros, sem perceber que os cachorros é que eram donos delas.”


Avaliação

Avaliação: 5 de 5.

Se interessou? Compre este livro pelo meu link da Amazon e apoie o blog!

SkoobGoodreads


Os 101 Dálmatas

Dodie Smith

ISBN: 978-85-504-0564-3

2017 – SESI-SP

224 páginas (Pt/Br)

Sinopse: Conhecida e renomada pelo filme da Disney, Os 101 dálmatas é uma história clássica de 1956 que ainda tem muito a contar. A aventura se inicia quando os dálmatas Pongo e Missis – cachorros dos humanos de estimação sr. e sra. Clemente – partem em busca de seus filhotes perdidos. Enquanto o sr. Clemente anuncia o desaparecimento em jornais e acalma a esposa e as duas babás, Pongo fareja o sequestro de seus filhotes. Astuto, ele suspeita de Cruella DeMonyo. Nessa história, a habilidade, a lealdade e a amizade caninas dão provas de que não só os humanos são racionais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s