Resenha | As Melhores Histórias de Viagens no Tempo – Parte 3

Olá sonhadores! Bem vindos a última parte da resenha de As Melhores Histórias de Viagens no Tempo com os seis contos finais.

Caso não tenha visto, aqui estão os links para a Parte 1 e a Parte 2.

Vigia de Incêndio – Connie Willis

Este conto é sobre um jovem estudante de história do futuro chamado Bartholomew. Para se formar como historiador ele deve ser enviado ao passado, para a época em que dedicou seus estudos e, estando lá, aprender o máximo que puder vivendo na pele. Porém, por um suposto erro, ele vai parar em Londres durante a Blitz (campanha de bombardeio alemão durante a Segunda Guerra Mundial contra a Inglaterra). Lá ele precisa ajudar a evitar que a catedral de São Paulo acabe incendiada pelas bombas até que sua viagem no passado acabe e ele precise fazer seu teste final para se formar. O que ele não sabe é que o teste vai muito além do que absorver o que aconteceu naquela época.

Rumo a Bizâncio – Robert Silverberg

No Século L o mundo não é mais como hoje. Só existe uma única raça de humanos e apenas 5 cidades no mundo… por vez. De tempos em tempos uma cidade é desmontada e outra é montada em seu lugar. E não são quaisquer cidades, são réplicas perfeitas de cidades do passado ou da fantasia como Alexandria, Nova Chicago e Asgard. Neste mundo se encontra Charles Phillips, um americano que vivia em 1984 e foi transportado para o futuro de alguma forma que nem ele, nem ninguém, sabe como. Assim ele tenta se adaptar a nova realidade até encontrar respostas e se apaixona por Gioia, uma nativa daquela época que ele sente ter algo especial.

O Produto Puro – John Kessel

De todos os contos acho que esse foi o que eu menos gostei. Provavelmente porque eu não entendi direito. Basicamente ele conta a história de um homem que (se entendi bem) é um viajante do tempo e no momento ele está no Kansas em alguma época qualquer para fazer alguma coisa que eu também não entendi. Lá ele se passa por outras pessoas e se mete em algumas confusões num estilo meio Tarantino.

Trapalanda – Charles Sheffield

Existe uma lenda que em algum lugar nos Andes, próximo a fronteira entre Argentina e Chile existe um local perdido cheio de tesouros chamados Trapalanda que nenhum homem foi capaz de encontrar. Até que um dia, um meteorologista chamado John Martindale percebe um padrão estranho na região e decide ir investigar. Ele contrata Klaus e sua esposa Helga (que já viveram na região) para serem seus guias e um piloto chamado Owen. Muitos mistérios envolvem o que realmente é Trapalanda, mas também a estranha relação de Klaus e Helga.

O Preço das Laranjas – Nancy Kress

Harry é um idoso que vive em um mundo onde o ano 1989 é um época em total decadência, cheio de violência e pobreza. Porém, ele tem um segredo que compartilha apenas com seu velho amigo Manny: através de seu armário, ele pode viajar de volta para 1937. Lá ele consegue comprar coisas por um preço mais barato e trazer para o futuro. Manny não acredita em nada disso e se recusa a conhecer o tal armário. Só o que o impede de ficar por lá é seu amigo cético e sua neta, Jackie. Ele está muito preocupado com ela. Ela é uma escritora que, em suas obras, tentar representar a terrível realidade do mundo em que vive. Seu avô acha que a jovem é uma pessoa infeliz e que precisa enxergar que também existe felicidade no mundo. Ele acredita que se ela vivesse um amor com um homem bom poderia ser feliz. Porém, ele percebe que não há mais ninguém nesta época que ele considera como um “homem bom”. Mas e se ele conseguisse trazer um homem de 1937 para conhecer Jackie? Harry decide colocar o plano em ação, mas não tem conciência das consequências que isso pode trazer.

Outra História ou um Pescador do Mar Interior – Ursula K. Le Guin

Por fim, o último conto é uma história que se passa não apenas no futuro mas em outro planeta chamado O. O habitantes da Terra conseguiram fazer viagens intergaláticas, mas, em consequência, jamais conseguiriam voltar para casa, pois apesar da viagem ser rápida, o tempo para quem não estava viajando passava normalmente, de modo que mais de 100 anos poderiam se passar na Terra durante uma viagem rápida entre um ponto e outro da galáxia. A mãe do protagonista de nossa história era uma dessas terráqueas que agora vivia em O e instigou nele, inconscientemente, um desejo de resolver esse problema do tempo nas viagens. A autora desenvolve e explica (com vários detalhes) a cultura de O durante o conto e consegue nos envolver no drama dos personagens.


Avaliação

Avaliação: 4 de 5.

Se interessou? Compre este livro pelo meu link da Amazon e apoie o blog!

SkoobGoodreads


As Melhores Histórias de Viagens no Tempo

ISBN: 978-85-553-9049-4

2016 – Jangada

464 páginas (Pt/Br)

Sinopse: Dentre as temáticas do universo sci-fi, nenhuma delas é tão popular, envolvente e plural quanto as viagens no tempo. Esta coletânea reúne, em um único volume e pela primeira vez no Brasil, dezoito contos de alguns dos gigantes do universo sci-fi, abrangendo cinco décadas, de 1940 a 1990, e incluindo desde “Um Som de Trovão”, de Ray Bradbury, que inspirou o nome da famosa teoria do Efeito Borboleta, até Ursula K. LeGuin, em “Outra História ou um Pescador do Mar Interior”, ou mesmo uma ideia impensável, como no conto do premiado Jack Dann “Inversão do Tempo”, que propõe respostas surpreendentes para uma pergunta perturbadora: e se todos viajassem no tempo, menos você?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s