TAG NANANÃO | NOPE Book Tag

Eu não sei se é comum, mas eu tenho muita dificuldade em fazer book tag. Minha memória é péssima; eu nunca consigo lembrar muita coisa do que eu já li; e só recentemente eu adquiri o costume de anotar e escrever sobre minhas leituras. Porém, eu resolvi encarar o desafio e fazer a famosa NOPE Book Tag, que eu me inspirei pelo canal da Kabook TV que fez um vídeo com essa tag (e eu achei muito divertida), mas que foi originalmente traduzida pelo canal MaremotoTV.

Sem mais delongas, vamos lá:

1. Final de livro NANANÃO: Um final que te deixou péssimo, no chão, arrasado, ou que foi só uma bela bosta.

*spoiler* O Nevoeiro – Stephen King: Apesar de se tratar apenas de um conto, esta é uma história que vai me traumatizar eternamente por simplesmente ter o final mais aberto e inconclusivo possível.

2. Protagonista NANANÃO: Um personagem principal que te tira do sério.

O Teorema Katherine – Jonh Green: Eu confesso que tenho um certo ranço de adolescente, e o Colin, protagonista desse livro, consegue ativar esse ranço. Adicionando a trama extremamente sem graça desse livro: NANANÃO.

3. Série de livros NANANÃO: Uma série que é toda uma grande negação, que te deixou com aquela sensação de tempo perdido.

Infelizmente não tenho como responder essa pergunta, pois nenhuma das séries que eu já li eu não gostei.

4. Casal NANANÃO: Um casal que não acende as luzes do seu coração.

Vou ser clichê nessa resposta: Harry e Gina. Não, nem nos livros esse romance cola pra mim.

5. Plot Twist NANANÃO: Uma virada de mesa que não virou mesa nenhuma.

*spoiler* Não é culpa do livro, nem do autor, mas A Ilha Misteriosa do Julio Verne tem o plot twist de ter o Capitão Nemo, originalmente de Vinte Mil Léguas Submarinas. O problema é que geralmente tomamos conhecimento de A Ilha Misteriosa sabendo dessa curiosidade, então acaba com todo o grande mistério da história. Mas mesmo assim é um livro muito bom, super recomendo.

6. Decisão de protagonista NANANÃO: uma escolha que você viu o personagem fazer e você pediu muito para que não fosse verdade, mas aí era e aí.. que pena.

O Retrato de Dorian Grey – Oscar Wilde: Eu gosto muito desse livro, mas se tem um personagem na literatura que as decisões me incomodam, esse personagem é Dorian Grey.

7. Gênero NANANÃO: um gênero que você nunca vai ler.

Não existe algo que eu nunca vá ler, mas até recentemente eu não havia lido nenhum livro histórico de não-ficção.

8. Clichê de trama NANANÃO: aquela coisinha que tá em tudo que é história que você não aguenta mais ler.

Dramas adolescentes. Já passei dessa fase, não tenho mais paciência pra isso.

9. Recomendações NANANÃO. Uma recomendação que você ouve sempre e você sempre fala “Não querida, obrigado”.

Eu sempre tento dar uma oportunidade a tudo, mas depois de várias oportunidades falhas, atualmente não tenho interesse nenhum em ler qualquer livro do John Green.

10. NANANÃO. Mania de escrita: Alguma coisa que um autor ou autores fazem que te deixam pedindo “Pelo amor de deus! Socorro! Pede para outra pessoa escrever essa parte?”.

Stephen King quando enrola a história por 80 páginas. Desculpem fãs de Stephen King, já ouvi todos os argumentos sobre a forma de escrita dele. Não é um autor que eu não goste, costumo ler os livros dele, mas me incomoda essa características na maioria dos livros.

11. Livro NANANÃO: Um livro que não devia nem ter existido.

A História do Olho. Nada mais a declarar.

12. Vilão NANANÃO: Um vilão que não valeu nem o palito de limpar o dente, de tão fraco que foi.

Jogador Nº1 – Ernest Cline: O livro por si só não funcionou pra mim. O vilão da história na verdade é uma empresa, porém o homem que a representa, sendo a personificação do vilão, é muito fraquinho, coitado.

13. Autor NANANÃO: Um autor que você teve uma experiência ruim de leitura.

John Green. Pela popularidade dele eu juro que tentei várias vezes, mas não consigo gostar e nem entender o sucesso que ele fez. Sei que eu não sou público para os livros dele, mas enfim, para mim, John Green, NANANÃO.

14. Interesse romântico NANANÃO: Algum casal que nunca pareceu que seria um casal, só gastou seu tempo.

*spoiler* Eu não sou de ler muitos romances, porém tem um casal que eu conheço que se encaixa neste tópico, que são Prof e Thia da série Executores do Brandon Sanderson. Ambos eram muito profissionais fora de suas privacidades, e depois já é tarde demais para qualquer demonstração de afeto.

15. Morte NANANÃO: Uma morte que você não perdoa.

*spoiler* Moby Dick – Herman Melville: Uma morte que eu detestei foi o do Queequeg. O final do livro já deixa aquela amargura por si só, mas o fato do Queequeg ter morrido sem nem se quer ter seu momento de glória, depois de toda a construção que o personagem teve ao longo do livro, é revoltante.

16. Tipo de livro NANANÃO: alguma versão de livro que você não compra até que seja lançado em outro formato.

Não sei se entendi bem esse tópico, mas eu tenho o caso de só querer comprar a versão especial de A Batalha do Apocalipse do Eduardo Spohr, por tem conteúdo extra.

~

Bom, é isso, consegui responder a quase todos os tópicos e foi bem interessante o processo, me forçou a desenterrar várias coisas da minha memória. Espero que tenham gostado, pois futuramente pretendo fazer outras tags desse tipo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s