Sobre Mudar de Casa

Olá, Sonhadores! Caso você ainda esteja sabendo, este mês eu saí da casa dos meus pais e me mudei para um apartamento. Foi tudo uma loucura, passou super rápido (apesar de não parecer durante o processo), mas finalmente as coisas estão entrando nos eixos aqui e hoje eu decidi compartilhar um pouco com vocês sobre como foi e aproveitar pra desabar e refletir sobre alguns momentos.

Bem, vamos começar pelo começo: faz ANOS que eu e o P.S. Allen estávamos planejando morar juntos e infelizmente a pandemia acabou nos fazendo adiar tudo, mas nesse segundo semestre de 2021 a gente decidiu pegar mais firme nesse plano. Entre julho e setembro ficamos procurando uma casa ou apartamento para alugar e, de longe, essa foi a parte mais fácil do processo. Mas mesmo assim houveram algumas dificuldades. Primeiro que decidimos nos mudar para a cidade onde o P.S. Allen trabalha, visto que como eu trabalho em Home Office, é mais fácil para mim morar em qualquer lugar. Só que essa cidade não é tão acessível de onde eu morava, então toda a visitação para conhecer os apartamentos ficou por conta dele. Eu apenas opinava pelo que podia ver a distância. Felizmente, como nós havíamos pesquisado muito antes e feito uma seleção bem restrita de opções, não precisamos conhecer muitos lugares até escolher o apartamento. Eu fui muito metódico nesse processo, pois não queria me arrepender da escolha depois, afinal, de todas as escolhas dessa mudança essa é a mais importante. Mas, enfim, até agora tenho estado muito satisfeito!

Uma vez escolhido o apartamento e dado andamento nas documentações, chega a hora de comprar as coisas para a casa. Eu sei que a realidade da maioria das pessoas é se mudar com o que pode e aos poucos ir adquirindo as coisas, mas como nos preparamos por muito tempo, conseguimos juntar dinheiro o suficiente para comprar tudo o que queríamos antes de nos mudar. Se você conseguir fazer isso também, ótimo, mas cuidado: não gaste mais do que você pode, é preciso ter um grande controle financeiro neste momento. Lembre-se sempre de ainda guardar uma reserva! Esse é um momento tentador de gastar, mas apesar de parecer um grande prazer sair por aí comprando coisas, a realidade foi um inferno!!!! Principalmente se você não vai morar sozinho e tem que decidir o que comprar com outra(s) pessoa(s). Pesquisar pelo melhor preço já é difícil e ainda tem que entrar em acordo entre as partes. E nossa… é cansativo. Tomar decisões já é algo desgastante, mas tomar dezenas de pequenas decisões sobre cada item da casa é MUITO estressante.

A gente optou por comprar e entregar tudo na casa dos meus pais e de lá contratar uma transportadora para levar as coisas até o apartamento. E como já tínhamos alugado, não seria bom demorar muito para se mudar. Então todo o processo de compras foi uma correria. Poderíamos ter nos mudado com o que tínhamos e ir entregando as coisas aqui mesmo, mas uma série de coisas nos fez optar pela primeira opção. Primeiro que o condomínio é cheio de regras quanto a mudança e entrega de objetos grandes, então seria bom que tudo fosse agendado para um mesmo dia. Segundo que nosso apartamento é no terceiro andar e aqui não tem elevador, então tudo precisaria ser carregado pelas escadas (já chegaremos nesse drama), e muitos lugares não fazem a entrega levando o móvel ou o eletrodoméstico até o andar. Então para evitar esses problemas compramos tudo de uma vez e contratamos uma transportadora para levar tudo. Ainda faltam comprar coisas menos essenciais, mas depois de tudo ter sido feito acho que foi a melhor decisão.

Sobre o dia da mudança em si… eu tava muito tenso. Vim para cá bem de manhãzinha e fiquei esperando o caminhão. Eu já havia deixado tudo encaixotado da forma mais prática para transportarem, então quanto a isso eu estava tranquilo. Meu medo era: e se as coisas maiores não passarem pelas escadas???? A escada aqui não é muito larga, mas… foram largas o suficiente e deu tudo certo!!! Eu estava tão ansioso que até ajudei a trazerem as coisas, apesar de não precisar já que eu estava pagando. Mas enfim, não custava nada também, são muitas escadas e muitas coisas, as MINHAS coisas aliás. Eles agradeceram a ajuda e no fim terminamos mais rápido do que o planejado, foi bom para todos. Eu confesso que sou meio sedentário e não sou forte, mas olha… me surpreendi comigo mesmo. Consegui carregar coisas pesadinhas que achava que não daria conta e, apesar de ter ficado com um pouco dores no dia seguinte (principalmente nas pernas), logo passou.

Algo que realmente me incomodou muito foi a montagem dos móveis. Eu fiquei uns 5 dias com tudo desmontado, vivendo no meio de uma bagunça, porque o montador que eu havia contratado cancelou no dia anterior e só poderia reagendar depois de mais quatro dias… sem condições! E eu não sei montar e nem tenho ferramentas para isso, então tive que ir atrás de outro. Eu não sei se o azarado sou eu, ou se é comum, mas como é difícil montadores lidarem com horários… sempre tem algum empecilho, alguma coisa que quebra, alguma coisa que faz atrasar, sempre é uma série de justificativas que eu não sei se são reais ou não, mas eu larguei mão! Eu já estava exausto de todo o processo e não queria mais me estressar com nada. Então contratei um montador e deixei ele levar o tempo que precisasse pra montar tudo. Eu ia pagar a montagem por móvel mesmo, então quanto mais ele demorasse pior pra ele. No fim, levou 4 dias para montar tudo, mais um dia para organizarmos a casa e agora as coisas estão finalmente nos eixos.

Sobre a mudança em si, os dramas foram esses, mas ainda tem muita coisa sobre o processo de adaptação a casa nova, ao condomínio, a cidade, a não ter os pais por perto, a ter que se virar sozinho, a ter que trabalhar durante todo esse processo e etc. Em menos de um mês tem coisa o suficiente para contar que da mais um post completo. E talvez eu faça isso, preciso desabafar sobre elas também.

Enfim, eu também decidi fazer este post para caso alguém esteja tendo planos de se mudar sinta-se um pouco mais confiante. É um processo extremamente desgastante, mas não é impossível. Pouco antes do dia da mudança eu procurei desesperadamente pela internet por diários de mudança para tentar ficar um pouco mais tranquilo; e deu certo. Espero ter conseguido passar isso aqui também, eu sei que contei muitos perrengues, mas foquem no fato de que eu saí vivo de tudo, hahah! Eu não me aprofundei muito nas coisas, pois a intenção não foi dar dicas de mudança, mas caso você tenha alguma dúvida ou curiosidade sobre algo que eu comentei, fique a vontade para perguntar. A maior lição que eu aprendi com tudo isso foi que eu sou absolutamente capaz de cuidar desses processos complicados da vida adulta, mas nossa, eu tenho um total de zero paciência, só queria ser rico e pagar alguém pra cuidar de tudo e só bem tranquilinho me mudar depois que tudo estivesse pronto hahah

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s