Projetos Pessoais

Olá, Sonhadores! Esses dias eu estava tomando banho e, geralmente, é nessas horas que me vem as ideias de criar essas postagem mais reflexivas. Basicamente naquele banho eu estava me condenando por não conseguir finalizar meus projetos pessoais, sempre parar e desistir no meio do caminho e depois me sentir um fracasso total. Na tentativa de me defender dos meus próprios argumentos, fiquei refletindo sobre tudo o que eu faço e cheguei numa conclusão interessante que quero compartilhar com você hoje!

Eu não tenho base nenhuma pra dizer isso, mas eu ACHO que a maioria das pessoas tem projetos pessoais. E nisso já me vem a primeira questão: o que é considerado um projeto pessoal? Um hobby pode ser considerado? Ou, necessariamente, é preciso ter um objetivo a alcançar (mesmo que seja por hobby)? Vou exemplificar: eu gosto de desenhar, mas faço isso por hobby apenas. Fazer esses desenhos por si só já é um projeto pessoal ou eu precisaria de um objetivo do tipo “Criar minha própria coleção de desenhos sobre cachorros”? Na minha opinião, pelo próprio conceito de projeto, acho que precisa ter a busca por um resultado e não apenas ser um lazer. Eu diria que a maioria dos projetos pessoais iniciam através de hobbies, mas o primeiro fator que pode causar a falha do projeto seria um objetivo não muito claro ou auto-convincente o suficiente. “Por que eu estou fazendo isso?”. Tentei me perguntar isso sobre projetos que desisti e boa parte parte dos fracassos ficou explicado. Você está frustrado(a) com algum projeto pessoal? Tente se perguntar isso também!

Mas, obviamente, não é só um parágrafo que parece ter saído direto de um livro de autoajuda que eu vim trazer aqui hoje. Eu também comecei a analisar as semelhanças e diferenças entre meus projetos e cheguei a uma outra conclusão. Existem dois tipos de projetos: os que tem começo, meio e fim e os que são partes menores de um projeto maior. Exemplo: escrever um livro é um projeto que termina assim que o livro é publicado e você parte pro próximo. Já meu blog é um projeto que não tem um fim, é uma plataforma que posso usar para alcançar outros objetivos. E quando enxerguei isso, me senti menos inútil, afinal eu tenho trabalhado bastante neste projeto e eu não preciso finalizar ele para me sentir “realizado”, pois não é este tipo de projeto.

Com esse peso a menos no coração, eu parti para a próxima questão que é meu ponto fraco: eu tenho projetos demais e pouco foco. Tenho total consciência que isso tem sua parcela de culpa nos fracassos. Se você é assim como eu, calma, vou dizer como eu costumo lidar. Eu parei de começar projetos a toa e só começo algo depois de digerir bastante a ideia, coloco aquela questão inicial como primordial: “Vou fazer isso por que?”. Se a resposta for satisfatória eu começo, senão, não. Mesmo assim, de alguma forma eu acabo com um monte de coisa para fazer e aí entra minha segunda estratégia: ESSENCIALISMO! Não vou me aprofundar nisso neste post (provavelmente farei outro só sobre isso), mas este é um método em que você passa a identificar as coisas que realmente importam na sua vida e elimina o resto. O truque aqui é não ser apegado demais aos seus projetos. Se você precisar parar e desistir dele, está tudo bem, você não precisa ser bem sucedido em tudo! Isso me deixou mais aliviado.

Bem, se você compartilha desses sentimentos comigo, espero que alguma coisa que eu disse tenha sido útil ou, pelo menos, reconfortante. Em resumo, defina seus objetivos, conheça o tipo de projeto que você está fazendo e só faça se ele for essencial na sua vida, Com tudo isso alinhado, as chances de sucesso são maiores!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s