Bienal Virtual de São Paulo

Olá, Sonhadores! De 7 a 13 de Dezembro desse ano ocorreu a primeira Bienal Virtual do Livro de São Paulo. Devido a pandemia, o evento não pôde ser feito presencialmente, mas para não deixar em branco ele foi reformulado para acontecer pela internet! Infelizmente sabemos que não é a mesma coisa de ir prestigiar pessoalmente, mas ao mesmo tempo o acesso aos conteúdos (de forma gratuita) para qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo foi algo incrível! Foram mais de 60 lives durante a semana com os mais diversos assuntos relacionados a literatura. Eu escolhi assistir 36 delas e hoje pretendo trazer para vocês minhas impressões, meu aprendizados e também recomendar para vocês assistirem, pois ainda está disponível no site oficial: https://www.bienalvirtualsp.org.br/

Vamos começar com um tema que, para minha surpresa, aconteceu em diversas lives: Literatura Infantil e a construção do leitor. Apesar da surpresa inicial, depois de assistir ficou clara a importância desse assunto. Vivemos em um país que peca muito no desenvolvimento das crianças como leitores. Fazendo com que se tornem adultos que “não consegue ler” (e não me refiro a analfabetismo, mas a ter dificuldade de interpretação e não conseguir apreciar a leitura nem de um curto texto). As lives focaram cada uma em um ponto específico: Literatura Infantil, Infantojuvenil, Jovem Adulto e uma em especial que falou sobre o desenvolvimento do leitor em cada fase da infância/adolescência. Se você é mãe/pai, escritor deste público, ou apenas ficou interessado, recomendarei duas lives: Literatura infantil e fortalecimento da identidade e Como escolher o livro para diversas fases do desenvolvimento.

Ainda sobre esse assunto, muito foi discutido sobre o papel das escolas na formação desses leitores e da necessidade de uma revolução no modelo educacional. Trazendo uma literatura mais próxima dos alunos para haver identificação e entendendo melhor como funciona o jovem nos dias de hoje. Outras lives interessantes que abordaram esses assuntos foram: Leitura e formação de leitores: escolhas, hábitos e afetos e Literatura e Entretenimento para o Público Jovem.

Ao contrário do assunto anterior, um que não foi nenhuma surpresa pra mim foi a Pandemia e seus efeitos sobre o Mercado Literário e nossa saúde. Uma das primeiras lives do evento foi literalmente sobre isso: Transformação Digital e desafios para o mercado editorial pós pandemia. Achei ela muito interessante e até mesmo otimista. Observando o evento num geral, percebi que as editoras vem se adaptando e que nós como leitores precisamos fazer nossa parte também continuando a ler e incentivando a leitura. Inclusive teve uma live só sobre isso também: Leitura na Pandemia. Sobre nossa saúde e bem-estar tivemos diversas lives, mas eu como bom seguidor da Monja Coen (e que já fiz resenhas de livros dela aqui no blog) recomendo TRÊS lives que ela participou: Lançamento do livro: Como o budismo entende a morte, a vida e ajuda a separar crises e o luto, Mudanças de comportamento e vida saudável e Reflexões para bem pensar, bem sentir, bem agir e bem viver.

Tivemos várias lives sobre Representatividade e Diversidade também. Fico muito feliz. Até mesmo em lives que não eram sobre o assunto ele foi muito comentado e da para perceber a importância que os autores e editoras estão dando para isso. Recomendo: Adolescência LGBT+, Representatividade na literatura jovem e Protagonismo Negro na Literatura.

Tivemos também MUITAS lives para escritores! Teve sobre Carreira, Publicação Independente, Como se Tornar um Best-Seller e como usar a internet e as redes sociais em seu benefício. Para quem esta começando a escrever, estas lives são uma boa oportunidade para conhecer mais o meio literário. E mesmo quem não tem pretensão de publicar nada, pode conhecer um pouco mais da vida de autores nacionais que falaram bastante de como construiram suas carreiras.

E por falar em autores, é claro que teve lives com grandes nomes! Além da Monja Coen que já mencionei acima, Xuxa também teve live para divulgar seu lançamento. As autoras Sarah MacLean e Scarlett Peckham foram entrevistadas falando mais sobre seus Romances de Época. Robert Bryndza, autor de A Garota no Gelo, também foi entrevistado em uma live. Além de diversos outros.

Para minha imensa alegria teve uma live em homenagem a minha autora preferida: Agatha Christie. Com a participação de pessoas incríveis! Se você também é fã não pode perder, foi TUDO! Link: Centenário da obra de Agatha Christie.

Teve uma live em especial que foi muito importante para mim, pois ela trata sobre nós, leitores que de tão apaixonados por livros criamos conteúdo sobre eles na internet. Se você também tem seu blog, assista e pegue várias dicas para criar um conteúdo melhor e mais relevante! Link: Influenciadores Digitais e seu papel no mercado de livros.

Foram tantas e tantas lives que é impossível eu mencionar todas, mas para terminar vou fazer algumas menções honrosas: Games e Mercado Editorial, uma parceria que dá certo!, Como ir além das crenças limitantes e Tecnologia da informação na produção do livro: o papel da FMZ no mercado editorial. Entre no site e de uma olhada na programação, teve muita coisa que eu não citei. Tenho certeza que algo lá vai despertar seu interesse! Não sei até quando as lives vão ficar disponíveis, então não perca tempo!

Bem, espero ter incentivado você a assistir. Infelizmente agora não tem mais como interagir nelas e mandar perguntas e comentários, mas pelo menos você vai ficar por dentro do meio literário brasileiro, que acho ser o que há de mais interessante durante a bienal! Enfim, até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s